Tag Archives: Chrome

Android – Como ver o código fonte de uma página no Chrome

chrome-android

Desenvolvedores têm necessidades estranhas. Sério!

Algumas são até justificáveis, e espero que seja o caso dessa. Recentemente tive a necessidade de ver o código fonte de uma página durante uma reunião de trabalho. Em mãos, tinha um tablet com Android.

Fui direto ver se o Google Chrome tinha a mesma opção que no desktop. Necas! É um navegador mobile, porque teria? Mas desenvolvedor é teimoso, então, bora googlear para saber quais as opções.

Diante de algumas, até mesmo navegadores alternativos, surge uma dica no santo stackoverflow.com, que serviu como uma luva! Imagine-se acessando uma página no Chrome do Android (a do blog, claro!):

Chrome Android

Se procurar a opção visualizar código fonte, verá que ela não existe e nenhum menu. Porém, note que ao ativar essa opção no Chrome para desktop, ele produz uma nova aba como mesmo endereço do site, só que com a opção “view-source:” antes do endereço.

Pois então, basta fazer o mesmo no Chrome do Android:

Chrome Android View Source

No caso do blog, ficou: view-source:https://www.tomasvasquez.com.br/blog/

Lindo!

Fora o trabalho de digitar, é exatamente a mesma coisa que no desktop. Quem sabe não dá para ativar o devtools também? 😀

Bom proveito!

Mobilidade – Resolvendo o problema da sincronização do Chrome no iOS (iPad, iPhone)

Chrome on iPad
Não tenho total certeza, mas acredito que o problema se estenda também para os outros mobile que ganharam sua versão do navegador Google Chrome.

Uma das razões que me fizeram migrar para o Chrome foi a sincronização muito bem feita entre as instalações dele nos computadores. Você tem o Chrome na empresa, por exemplo, usa, favorita, enfim, aí, vai pra casa e… está tudo lá, inclusive as extensões! Coisa linda!

Ok, então, você instala o Chrome no seu iPad, por exemplo, ativa a sincronização, põe usuário e senha e está tudo lá. Mundo perfeito! A não ser que…. bem, não funcione.

😛

O Chrome insiste em dizer que há algo errado com seu login e senha, mas não há. Sofri uma semana com isso até que, em algum canto da internet, veio a resposta. Esqueci o link, mas vou posta de qualquer forma. Quando lembrar, coloco o link aqui.

Quando isso acontecer, não adianta insistir. O jeito é desativar a sincronização e ativa-la novamente em seguida. Com isso, a sincronização passa a funcionar normalmente.

Mas como?

Para desativar a sincronização, entre com usa conta do Google no Dashborad (https://www.google.com/dashboard/). Vá até o item “Sincronização do Chrome” e clique em “Parar a sincronização e eliminar os dados do Google”. A depender de a quanto tempo você tem esse recurso ativado, pode demorar um pouco para que os dados sejam apagados, mas logo que acontecer, basta ativar a sincronização novamente e tudo funcionará bem.

Para considerar

Do que pude experimentar, até que o problema de sincronização fosse resolvido, o Chrome no iPad e no iPhone/iPod chegou a travar totalmente. Travar ao ponto de só de abrir ele congelava. Instalei, desinstalei e nada. Digo isso porque o caso descrito acima pode ser também o motivo de muitas outras reclamações do mau funcionamento do aplicativos nos iOSs da vida.

Bom proveito!

Web – Explorando o Chrome Experiments

Google Chrome

Se tem uma coisa em que o navegador do Google, o Chrome é bom, é na sua engine de execução de javascript. O motivo parece óbvio: favorecer suas próprias aplicações, já que estas fazem uso intenso desta linguagem como o Google Docs, Gmail, Maps, etc.

Se já não bastasse o ótimo funcionamento destes aplicativos no seu navegador, foi lançado um portifólio de aplicações contruídas em javascript para provar o poder da linguagem, mas que obivamente só rodam com perfeição do Chrome. O site das proezas javascriptianas é:

http://www.chromeexperiments.com/

Na opinião deste autor, o destaque vai para:

http://bomomo.com/

http://experiments.instrum3nt.com/markmahoney/ball/parent.html

É claro que, mas do que o próprio javascript, a fantasticidade  das aplicações citadas primam pela lógica com que foram construídas. Tem até um emulador de amiga!

Se não servir como referência, server pelo menos para passar o tempo.

Abraços

Tomás